Data atual:24 de novembro de 2020

Oceano e seus maiores Mistérios

Publicidade:

Nas profundezas do oceano, há um imenso mundo desconhecido onde a pressão é capaz de esmagar uma pessoa. Mas esse mundo inimaginavelmente frio e encoberto em quase total escuridão está fervilhando de incontáveis exércitos de criaturas fantásticas. A maior parte do planeta Terra está coberta por oceanos, mas apesar disso, 95% de toda essa água permanece inexplorada. Conhecemos muito melhor o solo lunar, por exemplo, do que o fundo misterioso dos mares de nosso planeta natal. Embora o fundo do mar tenha sido definido como tudo o que está abaixo de 200 metros de profundidade, com impressionantes 240 milhões de quilômetros cúbicos e mais de 90% do espaço vital do planeta, ainda sabemos muito pouco sobre esse mundo frio e escuro.

ESCURIDÃO NO OCEANO

OCEANO

Você deve estar se perguntando por que exploramos tão pouco os oceanos, mas a questão é simples de responder. Não se trata de falta de interesse ou investimentos. A verdade é que é incrivelmente difícil. Entre 200 e 1000 metros de profundidade, a luz do sol deixa de entrar completamente no mar. E mesmo as melhores lanternas iluminam apenas algumas dezenas de metros ao redor. É por isso que a maioria dos animais que habitam as profundezas são bioluminescentes, isto é, eles produzem a própria luz.

PROFUNDIDADE MAIOR QUE O MONTE EVEREST

Oceano e seus maiores Mistérios 38

Os oceanos tem uma profundidade média de 3.800 metros, e o ponto mais profundo de todos é a Fossa das Marianas, com 11 quilômetros de profundidade. Você poderia colocar o Monte Everest no fundo e ele seria completamente coberto com mais de 2 mil metros de água extra por cima. Até mesmo ali há um incalculável número de espécimes vivos altamente desenvolvidos e adaptados à colossal pressão encontrada nessas profundidades.

CRIATURAS INIMAGINAVEIS

Oceano e seus maiores Mistérios 39

E em mundo submerso tão vasto, não é de surpreender que existem muitas criaturas das quais nem sonhamos existir.
Por exemplo, até 2013, só conhecíamos as lulas gigantes quando elas apareciam na costa – nunca havíamos observado o animal enorme em seu habitat natural, a mil metros de profundidade. E a vida em profundezas tão grandes é de fato incrivelmente estranha.

Oceano e seus maiores Mistérios 40

Esse é o peixe diabo-negro, filmado pela primeira vez em 2014. Como vive em áreas muito profundas e escuras, ele usa um apêndice bioluminescente bem em frente aos dentes, que atrai as presas e serve como uma vara de pescar brilhante.

Oceano e seus maiores Mistérios 41

O Viperfish, cujos dentes assustadores penetram facilmente a carne das vítimas.

Oceano e seus maiores Mistérios 42

O Peixe-dragão negro tem órgãos luminosos que brilham na escuridão das águas que habita. Ele é capaz de mudar as suas partes acesas conforme seus movimentos, o que cria falsa silhuetas e engana suas vítimas.

Oceano e seus maiores Mistérios 43

O miracéu se enterra na areia e fica apenas com o rosto de fora, virado para cima, apenas esperando uma presa aparecer para ele poder abocanhar.

Publicidade:

Oceano e seus maiores Mistérios 44

O peixe-ogro possui proporcionalmente um dos maiores dentes do mundo animal.

Oceano e seus maiores Mistérios 45

E o que dizer do peixe olhos-de-barril? Ele tem a cabeça transparente. Essa criatura incrível vive a cerca de 700 metros de profundidade. Seus olhos são aquelas coisas redondas e verdes no meio de sua cabeça, e o que você inicialmente pensou que eram olhos são na verdade duas narinas na frente de seu rosto.

Oceano e seus maiores Mistérios 46

Essas são esponjas carnívoras, observadas pela primeira vez nas profundezas da costa californiana.

Como se vê, a vida lá embaixo é bastante diferente daquilo que estamos acostumados. Imagine só quantas espécies incríveis estão esperando para serem descobertas nos 95% restantes das águas inexploradas de nosso planeta? Mas não são apenas criaturas misteriosas que existem nas profundezas dos oceanos. Há muito do que acontece ali que não sabemos. E não estamos falando do Triângulo das Bermudas que, como você pode ler em nosso outro artigo, já teve seu mistério resolvido. Estamos falando do monumento Yonaguni, uma enorme formação rochosa submarina ao largo da costa do Japão.

MONUMENTO YONAGUNI

Oceano e seus maiores Mistérios 47

Afinal de contas, é uma estrutura natural ou foi feita por alguma civilização antiga e desconhecida? Ainda não se sabe. Existem vários detalhes que apontam para a influência humana. Muitos argumentam que a erosão natural é incapaz de criar estruturas quadradas ou triangulares como as vistas ali, mas de qualquer forma o mistério e os debates continuam.

ANOMALIA DO MAR BÁLTICO

Oceano e seus maiores Mistérios 48

Outro mistério que intrigou todo mundo uns anos atrás foi a Anomalia do Mar Báltico, uma estrutura com 60 metros de diâmetro e duas pontas longas e afiadas. Como era de esperar, teorias sobre extraterrestres e experiências nazistas surgiram. Embora ainda existam alguns debates a respeito da estrutura, a teoria mais aceita é que a anomalia, localizada a 90 metros de profundidade, foi criada naturalmente durante a Idade do Gelo.

DEDO GELADO DA MORTE

Oceano e seus maiores Mistérios 49

Não chega a ser um mistério, mas o “dedo gelado da morte” não deixa de ser um fenômeno muito interessante.

Chamada de estalactite de gelo, esse raro fenômeno submarino ocorre nas regiões polares durante o inverno, quando a temperatura do ar cai para 40 graus negativos, bem mais frio do que a água do mar.
Sob condições certas, essa coluna hiper-gelada nasce na superfície e vai até o fundo do mar, congelando tudo o que toca. E um dos fenômenos mais lindos do mar é a bioluminescência.

A luminosidade é causada por uma maré maciça de algas vermelhas.  Esses microorganismos emitem sua própria luz quando se sentem ameaçados por algum motivo. E não, esses padrões incríveis não foram feitos por alienígenas. São círculos perfeitos e cheios de detalhes. Esses lindos padrões são feitos por um peixe – é um ritual do baiacu japonês para atrair uma fêmea.

O oceano está repleto de mistérios e fenômenos incríveis, e só agora estamos começando
a entender um pouco do que se passa sob as águas de nosso planeta.

Publicidade:

Share