Data atual:28 de maio de 2022

Nicolas Cage: a psicologia fictícia do ator em ‘Massive Talent’ (PARTE 2)

Publicidade:

Nicky lembra Cage de seu pior medo: ser chato. Desaparecendo em segundo plano. Nicky é o fantasma do passado de Nick, o lembrete constante de que ele está perdendo a faísca e que seu melhor trabalho ficou para trás. Mas Nicky não tem as responsabilidades — as ligações financeiras, familiares e pessoais — que fazem parte da vida do Nick mais velho….

O INEGÁVEL PODER DO POSITIVO

Nicolas Cage: a psicologia fictícia do ator em 'Massive Talent' (PARTE 2) 7

Isso causa grande decepção a Nick quando ele deixa definitivamente a indústria cinematográfica, e ele vê seus dias em Maiorca como uma aposentadoria antecipada, que ele compara sem brincadeira à morte. Quando ele não está atuando, a dissonância é palpável. Seus primeiros dias na ilha espanhola são tensos e inquietos, vagando.

Naturalmente, Nick fica infeliz quando não está fazendo o que ama. Ele acredita que sua vocação é sua vocação, uma fonte de identidade, o sentido central de sua vida, e esta é uma ideia que muitos de nós não podemos deixar de abraçar. O entusiasmo duradouro de Nick sobre seu trabalho é tão ruim assim?

“Sou uma daquelas pessoas afortunadas que gostam do meu trabalho, senhor.” – Nicolas Cage como Stanley Goodspeed , The Rock .

Nos momentos em que é comandado por agentes da CIA para coletar informações sobre os traficantes de armas com quem está hospedado, Nick descobre que é capaz de acessar sua própria confiança e agilidade mudando sua mente para o modo de atuação. Sua atitude o transforma completamente. A valência positiva (sentir-se bem) pode muito bem ser a chave para fazer melhor nosso trabalho, não importa o tipo de carreira.

Cientistas que exploram emoções positivas como gratidão, admiração, orgulho, otimismo e humor descobriram que essas sensações estão ligadas à perseverança e resiliência – portanto, amar genuinamente o que fazemos para viver é o caminho para a felicidade. A positividade em relação ao trabalho pode até amortecer o esgotamento, a exaustão e a despersonalização (sentir-se nebuloso, incerto e desconectado dos objetivos de carreira).

“A maior arma que temos contra o estresse é nossa capacidade de escolher um pensamento em detrimento de outro.” -William James

O RESULTADO INFELIZ DO TRABALHISMO

Nicolas Cage: a psicologia fictícia do ator em 'Massive Talent' (PARTE 2) 8

A “Grande Demissão” é um movimento socioeconômico e cultural que surgiu durante a pandemia do COVID, caracterizado por uma enorme mudança nos valores do trabalho. Esse grande momento de reflexão fez com que muitos começassem a repensar seus níveis de satisfação na carreira – à medida que as condições de trabalho pioravam, até mesmo perigosas, os funcionários começaram a entender a verdadeira natureza de sua substituição e despersonalização de seu trabalho.

Esse confronto levou alguns a reconhecer que, se nossos empregos devem ser mais do que uma fonte de renda e devem proporcionar realização pessoal, e se nenhum dos dois for um resultado confiável, é hora de ir embora.

E se, apesar de trabalharmos duro, o sonho de “faça o que você ama” se tornar uma farsa, um golpe, uma promessa vazia? Quais são as consequências de atrelar nossa felicidade ao nosso trabalho? A mente de Nick, por exemplo, é quase sempre consumida pela atuação. Sua fixação em seu sucesso muitas vezes resulta em sua família se sentindo negligenciada, até mesmo afastada.

E quando não está ligado a um papel, Nick se perde, desaparecendo em um eu frágil. Quem é ele quando não é a estrela de cinema Nick Cage? O que acontece quando você se identifica tão intimamente com seu trabalho que odiar seu trabalho significa… odiar a si mesmo? Essa crise existencial é uma probabilidade quando uma pessoa constrói toda a sua ideia de si mesma em torno de sua carreira.

Publicidade:

O termo emaranhamento descreve uma condição em que os limites entre trabalho e vida pessoal são tão confusos que um define o outro. O emaranhamento pode ser mais comum em campos específicos, mas realmente impede o desenvolvimento de um eu estável e independente fora da identidade profissional.

Além disso, especialmente nas artes performáticas e nas indústrias de entretenimento, a confluência de grandes realizações, horas intensas e a cultura da celebridade cria um ciclo perfeito de auto-recompensa de enredamento, euforia, exaustão, esgotamento e depressão.

Uma das razões pelas quais simpatizamos com Nick Cage é porque muitos de nós entendem como é se envolver em um trabalho de alta pressão que leva a problemas de saúde mental. Os medos de fracasso e definhamento de Nick o levam a dobrar o trabalho, para se agarrar mais firmemente à sua carreira como central para sua identidade.

O workismo é a ideia de ver o trabalho não apenas como uma forma de ganhar a vida, mas como uma vocação pessoal, uma produção de identidade. Em pesquisas recentes em meio à pandemia, a esmagadora maioria dos americanos relatou que nossos empregos são mais importantes para a identidade do que casamento ou filhos.

A cultura do trabalhismo é notada na flagrante negligência de Cage com sua família, suas más escolhas, sua autodestruição como forma de promover sua carreira – e, no entanto, vemos algumas de nossas próprias vidas na dele.

Às vezes, também acreditamos na ilusão de que nossos empregos vão nos preencher, que nosso próximo grande “papel” em nossa profissão vai nos levar a uma felicidade duradoura e que, quando refletimos verdadeiramente sobre nossas realidades vividas, descobrimos que o trabalho é mais do que tudo, exaurindo-nos.

Os sinais de colapso mental de Nick em Maiorca são estranhamente familiares – ficar na cama o dia todo com as cobertas sobre a cabeça, consumo excessivo de álcool, tentando abafar suas decepções. O estresse com o trabalho não pode ser evitado, e a evasão pode levar a problemas maiores, como ansiedade crônica, distúrbios do sono e solidão.

Nick fica atordoado quando descobre que a ex-esposa do filme Sharon e a filha Addy são convidadas para a ilha pelo bem-intencionado Javi. Eles também se envolvem no drama de alto risco, culminando em suas vidas sendo ameaçadas, borrando as linhas entre trabalho e vida e simbolizando a toxicidade que pode “vazar” em nossas vidas pessoais quando nosso trabalho é sobrecarregado e intrusivo.

A INCOMPARÁVEL SENSAÇÃO DE ALEGRIA

Nicolas Cage: a psicologia fictícia do ator em 'Massive Talent' (PARTE 2) 9

O retiro planejado de Nick muda a todo vapor para uma missão de resgate em ritmo acelerado e cheia de ação, não muito diferente dos filmes cheios de adrenalina que ele estrelou. Nick e Javi co-escrevem um filme que rende sucesso de bilheteria. Neste final feliz, Nick descobriu propósito e realização como pai, marido e amigo; papéis que são duradouros e muito mais importantes do que qualquer outro que ele interpretou.

A mudança de perspectiva de Nick é evidenciada pelo tempo de qualidade com sua família, exorcizando Nicky, sua leveza sobre o trabalho e escavações autodepreciativas sobre The Wicker Man (“Não as abelhas!”). Uma parte da cura de Nick é sua capacidade de ver seu “eu” atuante como descentralizado e diminuído, humilde e bem-humorado, até mesmo em segundo plano.

Não é tarefa fácil nos relacionar com qualquer parte da psicologia de Nicolas Cage, mas é a interpretação de Nick Cage em Massive Talent que oferece uma lufada de ar fresco, uma permissão inexplicável para abraçar o que amamos e, acima de tudo, valorizar o sentimento de alegria em seu nível mais instintivo. Sem dúvida, a auto-indulgência e a luta árdua de Nick podem realmente re-energizar nossos sentimentos sobre nossas próprias vidas e o que estamos obtendo delas atualmente.

Chame isso de paródia, fantasia ou ilusão, o retrato de Nick é revigorante, pois reacende algo que esquecemos de fazer: saborear o que temos. Então, qualquer que seja o peso insuportável que tenhamos carregado, nosso chamado à ação é a cura através do riso, união e paixão. A história de Nick atesta que a linguagem da arte pode nos falar profunda ou superficialmente – sejaO Gabinete do Dr. Caligari ou Paddington 2 — desde que nos comova.

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.